quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Como é grande o Alentejo


Quanto espaço cabe no Alentejo? Aqui, costuma-se dizer: existe todo o espaço do mundo.


O horizonte não tem fim e, o céu é maior que em qualquer lugar.




Um céu tão grande que ultrapassa todos os territórios, e até as nuvens têm as cores da bandeira portuguesa.
















Por terra e por mar, aqui há espaço para se deslocar. Espaço para ver. Espaço para pensar e relaxar.
Espaço para ouvir. Espaço para sentir, sonhar e amar.







É este espaço que tem moldado a alma do Alentejano. Alma nobre, aberta e amiga. Quem conhece o Alentejo e o seu povo sabe de que estou a falar. Aqui, não há lugar para pequenos sentimentos. O Alentejo é grande como grande é o coração desta gente.

Povo sofrido tem sabido aproveitar melhor que ninguém todos os produtos que a terra lhe tem dado. E é talvez deste céu imenso que tem retirado toda a sua força.
Se como Luísa Basto for ao Alentejo, aproveite  e “Olhe que céu azul com nuvens de poejo veio morar aqui”.



(Canal mariadoalentejo)

E eu, como sempre, quero que após ter estado neste blog saía daqui satisfeito e contente. Por isso, juntando o útil ao agradável, aqui deixo uma pequena receita feita com sobras de pão. Nunca sabemos o que fazer com elas, e custa-nos tanto deitá-las fora, principalmente agora que se avizinham tempos difíceis. Espero que a sua vida fique um pouco mais doce, pois como diz o ditame: “quando não se tem champanhe, bebe-se espumante”.



BOLO DE PÃO

Ingredientes:
250 g de pão
500 g  de leite frio
200 g de açúcar
6 ovos
1 colher de chá de canela
Raspa de um limão
½ cálice de vinho do porto

Caramelo
300 g açúcar
Um pouco de água

Deitar o pão numa terrina e demolhá-lo no leite frio.
Com uma varinha mágica, bater os ovos, o açúcar, a canela, o vinho do Porto e a raspa do limão e o pão demolhado.







Preparar o caramelo, levando +/- 300g de açúcar com um pouco de água ao lume (médio) até formar uma calda cor de caramelo.
Untar uma forma com esse caramelo, juntar o pão e levar ao forno até estar cozido.


Desenforme depois de ter arrefecido e sirva decorado à sua maneira.
Se quiser tornar o bolo mas rico, pode acrescentar nozes ou passas.
Diga lá se não está simplesmente delicioso?

Sem comentários:

Publicar um comentário