quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A magia do Alentejo

Há sítios e lugares por onde passamos na nossa vida que ficam para sempre gravados na retina dos nossos olhos, e no mais profundo do nosso coração. Essa visão acompanha-nos sempre. Podemos estar muito tempo sem que ela nos apareça, mas de repente basta uma imagem, um cheiro, uma palavra ou uma emoção e cá está ela outra vez a recordar-nos aquele momento de felicidade.  

O Alentejo está repleto de lugares encantadores que ficam na memória de todos aqueles que por aqui passam. Imagino, que esteja a pensar nas suas deslumbrantes paisagens ou na sua costa e maravilhosas praias. Tem razão, mas hoje quero referir-me a algo mais pequeno. Àqueles cantos e recantos que nos prendem o olhar e nos provocam deliciosas sensações, como a doçura da água a correr de uma fonte .........
...ou o cheiro reconfortante do lume a sair de uma chaminé numa noite de Inverno...

......Ou ainda o piar dos pássaros no campo, uma casa típica, uma janela, gatinhos numa porta.


Tudo isto são pequenos momentos de felicidade. Nesta altura em que “crise” é a palavra que mais se pronuncia, em que paira no ar muita instabilidade e inquietação, é bom ter algo onde nos agarrar, onde nos refugiar quando tudo à nossa volta parece desmoronar-se. Por isso, sugiro que faça este exercício. Feche os olhos e imagine-se num local onde já foi feliz. Um lugar só seu, onde sempre que necessitar possa regressar em pensamento e ali sentir-se em paz e em completa tranquilidade.
Se ainda não encontrou esse lugar, então, venha comigo até esta pequena praça, no meio de uma aldeia no coração do Alentejo. Aqui tudo é calmo e sereno. Sente-se no banco do jardim, oiça com atenção o cantar dos pássaros e deixe-se surpreender a cada instante. Este lugar é mágico, e jamais irá esquecê-lo!    



Ainda, suspira por mais momentos de doçura? Que a sua vontade seja feita. Estes suspiros são para si.

SUSPIROS

Ingredientes
6 claras de ovos
18 colh. sopa de açúcar
Raspas de limão (facultativo)

Bata as claras em castelo. Logo que comecem a subir, e sempre com a batedeira ligada, adicione pouco a pouco o açúcar e as raspas de limão. Continue a bater até ficarem bem duras.
Entretanto, forre um tabuleiro com papel vegetal. Faça montinhos de claras com a ajuda de um saco pasteleiro ou de uma colher, sempre afastados uns dos outros pois durante a cozedura vão crescer um pouco.
Leve ao forno brando até ficarem bem cozidos. Os suspiros não podem corar muito. Durante a cozedura, não abra a porta do forno. 


Sem comentários:

Publicar um comentário